Home
Presidente
Diretoria
Memória
Sede
Subsedes
Colônia de Férias
Imprensa
Jornal "A Massa"
Boletins
Aposentados


Festa Família Padeiros 2015

Assista aos melhores momentos da Família Padeiros! clique aqui

Confira as Fotos

» Festa de Confraternização

» Papai Noel dos Padeiros 

 

Associados
Departamentos
Benefícios
Serviços
 
Cesta básica é direito dos trabalhadores de SP e deve ser cumprida
21/01/2014
Fotos: Paulo Rogério "Neguita"

 












Companheiros, conquistamos na última Campanha Salarial 2013-2014 o direito à cesta básica, reivindicação antiga da categoria de SP. Por isso, se você não estiver recebendo esse benefício, que consta, inclusive, da nossa Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) 2013-2014, comunique ao nosso Sindicato. As empresas que não estiverem cumprindo a nossa CCT serão chamadas a dar explicação ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Fique de olho!


Convenção Coletiva de Trabalho
2013-2014

 Cláusula Vigésima – Cesta Básica

 As empresas abrangidas por esta Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) fornecerão aos seus trabalhadores cesta básica a partir do 5º dia útil do mês de dezembro de 2013 na forma e condições abaixo relacionadas:

 1 – Empresas com até 45 empregados fornecerão cesta básica no valor de R$ 37,00 (trinta e sete reais).

2 – Empresas a partir de 46 empregados fornecerão cesta básica no valor de R$ 52,00 (cinquenta e dois reais).

3 – Desconto de R$ 2,00 (dois reais) por mês do salário do trabalhador para a concessão da cesta básica.

4 – Da Assiduidade e da Pontualidade:

. Não fará jus à cesta básica o trabalhador que tiver a partir de uma falta injustificada no período do mês anterior à concessão do benefício;

. Não fará jus à cesta básica o trabalhador que tiver a partir de 5 (cinco) atrasos mensais ou 60 minutos no mês (somados ou não) de atraso;

 5 – Os empregados admitidos após o dia primeiro do mês somente farão jus à cesta básica quando iniciarem seu trabalho até o dia 15 do respectivo mês.

6 – A cesta básica concedida nestas condições não integra a remuneração do empregado para nenhum efeito.