Home/ Noticias/ Sindicato dos Padeiros de So Paulo participa do Dia Nacional de Mobilizao em Defesa dos Direitos

Sindicato dos Padeiros de São Paulo participa do...

Sindicato dos Padeiros de São Paulo participa do Dia Nacional de Mobilização em Defesa dos Direitos
Por Suely Torres
 
 
atoChico
(Foto: Paulo Rogrio "Neguita")
 
Na manhã desta sexta-feira, 10 de novembro, o nosso Sindicato, juntamente com vrios sindicatos de São Paulo participou do Ato em Defesa dos Direitos, organizado pelas Centrais Sindicais marcando o Dia Nacional de Mobilização contra a nova Lei Trabalhista que entra em vigor amanhã, dia 11 de novembro.
 
Em uma demonstração de unidade, trabalhadores, sindicalistas, movimentos sociais e populares se concentraram na Praça da S, centro da capital paulista para expressar sua indignação em relação nova Legislação, contra o desmonte da previdência e contra a ousadia do governo que, tentou alterar o conceito e a forma de fiscalização do trabalho escravo.
 
Para Chiquinho Pereira, presidente do nosso Sindicato, a unidade das Centrais Sindicais fundamental para a luta dos trabalhadores brasileiros em defesa dos direitos. Essa nova Lei Trabalhista, alm de retirar inmeras conquistas, entra em vigor recheada de dvidas, incertezas e inseguranças para os trabalhadores, que vêm seus direitos sendo destrudos, paulatinamente.
 
ato10
(Foto: Paulo Rogrio "Neguita")
 
“ necessrio que os trabalhadores tomem consciência do que est em jogo. A ofensiva do governo e dos empresrios contra a classe trabalhadora brasileira profundamente grave. A nova Lei veio para acabar com direitos, como o caso, por exemplo, do trabalho intermitente que acaba com as frias, 13 salrio, FGTS, entre outros.” Diz Chiquinho Pereira.
 
A unidade e a mobilização dos trabalhadores em torno do Sindicato o caminho para lutarmos contra todas essas aberrações que determina a nova Legislação. Por isso, todos devem se preparar e fortalecer o Sindicato para enfrentarmos a luta contra as ofensivas do governo que, infelizmente, est a serviço do capital e dos interesses das empresas. A luta o caminho!