Home/ Noticias/ TRABALHADORES APROVAM REAJUSTES

EM ASSEMBLEIA NO SINDICATO, TRABALHADORES APROVAM...

EM ASSEMBLEIA NO SINDICATO, TRABALHADORES APROVAM REAJUSTES COM MANUTENÇÃO DOS DIREITOS!

SPAssembleia2

A maioria das categorias profissionais este ano não conseguiu reajustes salariais compatveis com as realidades determinadas com o alto ndice do custo de vida do pas e, infelizmente, muitas perderam inmeros direitos que estavam, at agora, garantidos nas suas Convenções e Acordos Coletivos de Trabalho. Porm, esse não foi o resultado da campanha salarial dos trabalhadores da panificação em São Paulo.

Durante as negociações, o sindicato patronal chegou a apresentar proposta de reajustar os salrios em 2,72% (INPC) e, pior, queria retirar da nossa Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) o Plano de Sade, o direito a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) dos trabalhadores em perodo de experiência; acabar com a realização da homologação no nosso Sindicato e sem o acompanhamento do mesmo; entre outras conquistas.

Porm, o nosso Sindicato foi firme e, apesar das dificuldades durante todo o processo de negociação, os patrões foram convencidos pelos argumentos apresentados pelos nossos dirigentes, onde conseguimos garantir 3% de reajustes de forma linear (em todas as clusulas econômicas como, por exemplo, nos Salrios, Piso Salarial, PLR, Dia do Padeiro e Cesta Bsica), alm da manutenção de todas as conquistas e direitos que constam na Convenção Coletiva de Trabalho.

CATEGORIA DEVE SE PREPARAR: EMBATES SE TORNAM MAIS DIFÍCEIS A CADA ANO!

SPAssembleia1

Mesmo antes de o governo Temer e sua maldita Reforma Trabalhista ser aprovada em 2017, o nosso Sindicato tem insistido e alertado a categoria, atravs de debates, assembleias, reuniões, seminrios e inmeras publicações sobre as intenções dos governos e dos patrões de jogarem nas costas do trabalhador a crise econômica estabelecida no pas.

E para isso, o governo tem editado inmeras Medidas Provisrias, aprovado Reformas como a Trabalhista e Previdenciria, assinado centenas de Decretos, os quais muitos de ns nem tomamos conhecimento no nosso dia a dia. E todos, absolutamente todos contrrios aos interesses do trabalhador, do povo e do desenvolvimento do pas enquanto nação soberana.

Essa a dura realidade no Brasil hoje. Porm, muitos trabalhadores e trabalhadoras ainda não atentaram para tais riscos e, pior, acreditam que sem mobilização, participação e o fortalecimento do nosso Sindicato serão possveis obter bons reajustes, manter e ampliar seus direitos. Infelizmente, estão enganados. Se a nossa categoria não entender que ser necessrio caminhar ombro a ombro com o Sindicato, participando, opinando, sendo scia, sustentando as ações para garantir a eficcia nos atendimentos e nos serviços oferecidos não haver avanços e, muito menos, garantias na manutenção dos nossos direitos histricos.