Home/ Noticias/ Editorial - Maio2019

DESEMPREGO: A INOPERÂNCIA DO GOVERNO E O...

DESEMPREGO: A INOPERÂNCIA DO GOVERNO E O MAIOR DESAFIO DOS BRASILEIROS
 
EditorialChiquinho2019
 
H mais de seis anos que a taxa de desemprego no Brasil vem crescendo de forma galopante. Sai governo e entra governo e nenhum, absolutamente nenhum, at agora, conseguiu colocar a economia do pas em um patamar que resolvesse o problema do crescimento e a estabilidade necessria para garantir o desenvolvimento do pas e, portanto, a ampliação do mercado de trabalho e o fim do alto ndice de desemprego, que atinge milhões de pessoas. 
 
O governo de Michel Temer iniciou um dos maiores ataques aos direitos trabalhistas e sociais da histria. Começou com o corte nos gastos pblicos, prejudicando o acesso da população s polticas essenciais como sade, educação, moradia, segurança pblica, entre outros. Em seguida, resolveu redescobrir a plvora, onde apresentou sociedade uma proposta de Reforma Trabalhista que retira direitos fundamentais dos trabalhadores e trabalhadoras, afirmando que essa seria a nica maneira de garantir a criação de milhões de empregos e consolidar a economia do pas. E, como podemos atestar, o governo Temer mentiu descaradamente, pois a taxa do desemprego s cresceu. 
 
Não bastasse essa enganação, agora o governo Bolsonaro apresenta uma proposta de Reforma da Previdência Social que, alm de privatizar o Sistema do pas, acaba com o direito aposentadoria e, pior, institui uma srie de novas regras que prejudicar os trabalhadores mais empobrecidos, dificultando desde a distribuição de remdios de alto custo pelo SUS at a diminuição dos valores das aposentadorias. E o mais lamentvel que, mais uma vez, para obter o apoio da sociedade o governo mente quando diz que a Reforma da Previdência ir acabar com o desemprego, pois ir resolver a economia do pas, solucionando o problema da falta de crescimento e da instabilidade financeira. Mentira! 
 
OU O GOVERNO ACABA COM O DESEMPREGO, OU O DESEMPREGO ACABARÁ COM O PAÍS! 
 
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica (IBGE) publicou os dados da pesquisa sobre a taxa de desemprego do primeiro trimestre de 2019 (janeiro a março), onde aponta que 12,7% da população est desempregada, ou seja, mais de 13,4 milhões de brasileiros e brasileiras não fazem a menor ideia de como vão pagar suas contas ou colocar comida na mesa para o sustento de suas famlias. 
 
Vejamos: Segundo o IBGE, a alta do desemprego no 1 trimestre representa a entrada de 1,2 milhão de pessoas na população desocupada. No trimestre encerrado em fevereiro, a taxa de desemprego foi de 12,4%, atingindo 13,1 milhões de brasileiros. A maior taxa de desemprego j registrada no pas foi a do trimestre terminado em março de 2017 (13,7%). J a mnima foi alcançada em dezembro de 2013, quando ficou em 6,2%. O ltimo dado aponta que o Brasil esteve muito prximo ao pleno emprego, e não faz tanto tempo assim, h apenas seis (6) anos. 
 
Os dados do Instituto tambm apontam que a população ocupada no pas somou 91,9 milhões de pessoas, o que significa que 873 mil pessoas entraram para a fila do desemprego, nos ltimos três meses. O IBGE apontou tambm que a população fora da força de trabalho alcançou 65,3 milhões de pessoas. Ainda segundo os dados do IBGE, a taxa de subutilização da força de trabalho atingiu 25% no trimestre encerrado em março, e a população subutilizada atingiu o nmero recorde de 28,3 milhões. 
 
Como demostram os dados do IBGE, se o governo não apresentar propostas srias que, de fato, ajudem a barrar o “tsunami” do desemprego que atinge o pas, em pouco tempo vamos conviver com uma legião de
desempregados nunca visto na nossa histria, abrindo o verdadeiro caminho para o caos social, com milhões de brasileiros vivendo na mais absoluta misria, condenados a um futuro sombrio e desolador. Portanto, ou o governo se propõe a acabar com o desemprego ou o desemprego ir acabar com o Brasil.
 
Chiquinho Pereira
Presidente do Sindicato dos Padeiros de São Paulo, da FEBRAPAN
e Secretrio de Organização e Polticas Sindicais da UGT – Nacional